Contêineres Refrigerados - Refrigerated Containers- contenedores refrigerados

Contêineres Refrigerados: Mantendo a Cadeia de Frio com Precisão

No mundo do transporte e envio modernos, o conceito de contêineres refrigerados revolucionou a forma como produtos perecíveis são transportados pelo globo. Esses contêineres, também conhecidos como contêineres reefers, desempenham um papel fundamental em garantir que produtos como frutas, legumes, carnes e produtos lácteos mantenham sua temperatura ótima durante toda a jornada. Neste artigo, mergulharemos nos detalhes intrincados dos contêineres refrigerados, desde o seu design até o seu uso, destacando seu papel indispensável na indústria logística.

Design e Funcionalidade dos Contêineres Refrigerados

O design engenhoso dos contêineres refrigerados integra unidades de refrigeração de maneira perfeita às dimensões padrão do contêiner ISO. Essa integração inteligente está alinhada com as diretrizes das células do contêiner, permitindo empilhamento e transporte eficientes. No entanto, essa integração tem um custo: o volume interno e a capacidade de carga são levemente comprometidos devido à inclusão da unidade de refrigeração.

Para o transporte marítimo, essas unidades integrais precisam ser conectadas à fonte de energia do navio. A capacidade do sistema de energia do navio determina o número de contêineres refrigerados que podem ser acomodados. Em casos em que a capacidade de energia do navio é insuficiente, pacotes de energia auxiliares equipados com geradores a diesel de tamanho considerável, conhecidos como “pacotes de energia”, entram em ação. Esses pacotes de energia seguem as normas ISO e podem ser usados para alimentar os contêineres refrigerados durante o transporte.

Ao chegar em um terminal, os contêineres são conectados à fonte de energia do terminal. Para o transporte rodoviário e ferroviário, a maioria das unidades integrais de refrigeração depende de geradores a bordo para garantir o controle adequado da temperatura. O fluxo de ar dentro do contêiner é gerenciado com cuidado, com o ar quente sendo extraído, resfriado na unidade de refrigeração e depois devolvido como ar frio. Para facilitar a circulação eficaz, o piso do contêiner é equipado com grades, criando espaço adicional para o movimento do ar. Até mesmo as paredes corrugadas do contêiner ajudam a manter um fluxo de ar satisfatório.

Otimização do Fluxo de Ar para o Controle de Temperatura

O espaço adequado é um fator-chave para garantir o fluxo de ar adequado. Um mínimo de 12 centímetros de folga na parte superior do contêiner permite um fluxo de ar vertical ideal. A embalagem adequada e o armazenamento sensato das mercadorias são igualmente vitais para manter o fluxo de ar desejado de baixo para cima.

As unidades integrais vão além da regulação da temperatura; também facilitam a troca controlada de ar. Essa característica é particularmente crucial ao transportar produtos perecíveis, como frutas, onde a remoção de subprodutos metabólicos como CO2 e etileno é essencial para preservar a qualidade do produto.

O monitoramento da temperatura é uma parte fundamental das operações dos contêineres refrigerados. As temperaturas de suprimento e retorno de ar são medidas, sendo um desses valores usado para regular a circulação do ar frio. Os dados de temperatura podem ser capturados por meio de vários métodos, desde os tradicionais registradores Partlow até os registradores digitais de dados. Esses registros podem ser analisados depois de transferidos para um computador.

Posicionamento Estratégico das Unidades Refrigeradas

Os contêineres refrigerados podem ser armazenados tanto acima quanto abaixo do convés em navios. Colocá-los acima do convés permite uma melhor dissipação do ar quente retornado, embora os exponha à intensa radiação solar, exigindo capacidades de resfriamento mais elevadas.

Aplicações e Importância

Os contêineres refrigerados são a espinha dorsal da cadeia de suprimentos em frio. Eles permitem o transporte seguro de bens que requerem temperaturas constantes, seja acima ou abaixo do ponto de congelamento. Frutas, legumes, carnes e produtos lácteos encontram seu caminho nesses contêineres especializados, mantendo sua frescura e qualidade ao longo da jornada.

As unidades de cubo alto são especialmente adequadas para transportar mercadorias volumosas, mas leves, como flores e frutas. Elas dominam o mercado em comparação com os tradicionais contêineres com olho de boi, devido à sua eficiência e capacidade.

Conclusão

O mundo dos contêineres refrigerados é um campo dinâmico onde a inovação encontra a necessidade. Esses contêineres transformaram o cenário logístico, garantindo que o mercado global seja abastecido com produtos frescos e mercadorias perecíveis em condições ótimas. Desde seu design inteligente até seu papel crucial em manter a integridade das mercadorias, os contêineres refrigerados são um herói silencioso do transporte moderno, permitindo-nos desfrutar de uma variedade de produtos, independentemente de seu local de origem. Se navegando pelos mares ou viajando por terra, os contêineres refrigerados são um testemunho da engenhosidade humana e nossa capacidade de superar desafios por meio de soluções inovadoras.

Parâmetros do contêiner: 20′ Refrigerado

COMPRIMENTO INTERNO: 5,724 m
LARGURA INTERNA: 2.286 m
ALTURA INTERNA: 2.014 m
LARGURA DA PORTA: 2.286 m
ALTURA DA PORTA: 2.067 m
CAPACIDADE: 26 m³
PESO DE TAREFA: 2550 kg
PESO MÁXIMO DE CARGA: 21450 Kgs

Parâmetros do contêiner: 40′ Refrigerado

COMPRIMENTO INTERNO:  11.840 m
LARGURA INTERNA: 2.286 m
ALTURA INTERNA: 2.120 m
LARGURA DA PORTA: 2.286 m
ALTURA DA PORTA: 2.195 m
CAPACIDADE: 60 m³
PESO DE TAREFA: 3850 kg
PESO MÁXIMO DE CARGA: 26630 Kgs

Você pode construir com contêineres refrigerados, leia nosso artigo aqui. Se quiser saber mais sobre os tipos de contêineres, consulte nosso artigo.


Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.